Cross Channel - Realidade E Indispensabilidade

23 Feb 2019 11:20
Tags

Back to list of posts

<h1>Cross Channel - Realidade E Indispensabilidade</h1>

<p>Se, antigamente, ao abrir uma vaga de emprego, as empresas colocavam avisos em tuas portas, hoje elas contam com um novo “quadro de avisos”, apto de atingir um n&uacute;mero muito superior de p&uacute;blico: as m&iacute;dias sociais. Ao publicar as vagas em redes como o Facebook e o LinkedIn, tais como, as corpora&ccedil;&otilde;es s&atilde;o capazes de, em poucos dias, conquistar encontrar exatamente o profissional desejado. E n&atilde;o apenas pra buscar emprego as pessoas na atualidade est&atilde;o usando as redes, todavia, bem como, pra se qualificarem profissionalmente, conectando-se com pessoas e corpora&ccedil;&otilde;es de seus interesses.</p>

<p>“Quando voc&ecirc; est&aacute; procurando algu&eacute;m que n&atilde;o est&aacute; analisando seus an&uacute;ncios, como voc&ecirc; vai comparecer nele? Justi&ccedil;a, Intelig&ecirc;ncia Artificial E Os Equ&iacute;vocos Da OAB , as organiza&ccedil;&otilde;es s&atilde;o capazes de fazer estas procuram sem que elas fiquem restritas &agrave; regi&otilde;es espec&iacute;ficas. &Eacute; poss&iacute;vel visualizar quais os candidatos t&ecirc;m as caracter&iacute;sticas desejadas, eles estando procurando emprego ou n&atilde;o”, explica o diretor da &aacute;rea de solu&ccedil;&otilde;es de talentos do LinkedIn no Brasil Milton Beck. D&aacute; certo da seguinte forma: se uma corpora&ccedil;&atilde;o est&aacute; procurando um programador Java, tais como, que det&eacute;m 3 anos de experi&ecirc;ncia, ela pode fazer uma busca colocando exatamente esses itens como motivos de sua procura. A partir da&iacute;, ser&atilde;o apresentados os usu&aacute;rios da rede que possuem essas caracter&iacute;sticas e a corpora&ccedil;&atilde;o ser&aacute; capaz de contact&aacute;-los por email oferecendo a chance.</p>

<p>O publicit&aacute;rio Rafael Duardes, por exemplo, usu&aacute;rio do LinkedIn, de imediato conseguiu uma vaga de emprego sem mesmo que estivesse procurando. “Eu recebi um in-mail, que &eacute; a mensagem do LinkedIn, perguntando se eu tinha interesse pela vaga. Depois, passei portif&oacute;lio, curr&iacute;culo e pretens&atilde;o salarial. Durou cerca de quatro meses a sele&ccedil;&atilde;o. Fiz duas entrevistas por telefone e cinco pessoalmente e, depois, comecei a trabalhar”, conta. “Hoje em dia as organiza&ccedil;&otilde;es n&atilde;o colocam mais tuas oportunidades em sites de vagas.</p>

<p>Elas colocam logo em suas p&aacute;ginas no Face” Imediatamente a psic&oacute;loga M&ocirc;nica Cavalcante conseguiu uma vaga de emprego em menos de uma semana por meio do Facebook. Ela, que estava h&aacute; alguns meses sem trabalhar por conta da maternidade, ao solucionar regressar pro mercado de trabalho, optou por, a princ&iacute;pio, fazer uma pesquisa nas redes sociais. “Primeiro, eu fiz uma procura no Google, e a&iacute; vi que no Facebook tem muito mais op&ccedil;&otilde;es do que na pr&oacute;pria web. Hoje em dias as empresas n&atilde;o colocam mais suas oportunidades Esquerda E Direita Realizam Defesa Seletiva Da Independ&ecirc;ncia De Frase de vagas. Elas colocam logo em suas p&aacute;ginas no Face”, diz.</p>

<p>Ao encontrar uma vaga que se encaixava com tuas qualifica&ccedil;&otilde;es, M&ocirc;nica se candidatou &agrave; vaga e, em menos de uma semana, foi chamada pra participar da sele&ccedil;&atilde;o. Hoje, trabalha no ramo de recursos humanos de uma organiza&ccedil;&atilde;o em Jo&atilde;o Pessoa. A concierge (pessoa respons&aacute;vel pela recep&ccedil;&atilde;o de condom&iacute;nios fechados) Alidiane Matias, estava procurando emprego h&aacute; mais de um ano de lado a lado dos meios habituais e s&oacute; conseguiu no momento em que passou a buscar pelo Facebook.</p>

<p>“Eu era cadastrada em muitas corpora&ccedil;&otilde;es de consultoria, mas nunca aparecia uma vaga em que eu me encaixasse. Da&iacute;, pois, passei a buscar pelo Face, que tem uma abrang&ecirc;ncia muito enorme. Hoje a gente faz tudo por l&aacute;. Compra materiais, vende, por que n&atilde;o, bem como, parelhar um emprego? Cinco T&aacute;ticas Testadas Pra Obter Seguidores No Facebook E Construir Sua Tribo a&iacute; que consegui”, diz.</p>

<ol>

<li>Thayna Maia comentou: 11/09/12 &aacute;s 19:Vinte e cinco</li>

<li>Pode te fazer socialmente ex&oacute;tico</li>

<li>Doar desconto para as pessoas que fizer check-in na sua loja</li>

<li>Compartilhe entendimento, gere tema (postagens, web site, blog)</li>

<li>Promova concursos e sorteios</li>

<li>Esteja atento aos rendimentos</li>

</ol>

<p>Apesar de n&atilde;o seja uma rede social espec&iacute;fica pra pesquisa de empregos, em redes como o Facebook, tendo como exemplo, &eacute; poss&iacute;vel descobrir alguns grupos exclusivos pra divulga&ccedil;&atilde;o de vagas. &Eacute; o caso do grupo “Oportunidades de emprego Pb”, como por exemplo. Nele, as pr&oacute;prias organiza&ccedil;&otilde;es, no momento em que necessitam de algum profissional, divulgam tuas oportunidades e, bem como, os candidatos &agrave;s vagas podem postar tuas qualifica&ccedil;&otilde;es, colocando-se &agrave; insist&ecirc;ncia.</p>

<p>Empresas especializadas em recrutamento e sele&ccedil;&atilde;o de candidatos, inclusive, tamb&eacute;m t&ecirc;m se adaptado ao universo das redes sociais. A Mais Sele&ccedil;&atilde;o e Desenvolvimento de Pessoas, tendo como exemplo, usa redes como o Facebook, Linked In e grupos de e-mails pra publicar suas vagas. Depois de feita a divulga&ccedil;&atilde;o os candidatos interessados enviam os curr&iacute;culos por e-mail e s&atilde;o convocados para participar dos processos seletivos de acordo com o perfil da vaga. Cinco Dicas De Marketing Digital Para Atrair Mais Alunos Pra Sua Universidade De Ingl&ecirc;s , as m&iacute;dias sociais s&atilde;o utilizadas assim como pra divulgar cursos e cada assunto que seja conectado &agrave; profissionaliza&ccedil;&atilde;o e desenvolvimento de pessoas.</p>

<p>Em um ano de atua&ccedil;&atilde;o, imediatamente foram recrutados mais de 50 profissionais entre gerentes, assistentes, aprendizes, entre outros. O Linked In, diferente de redes como o Facebook, como por exemplo, que &eacute; utilizado para combinar contato com pessoas com quem o sujeito tem rela&ccedil;&otilde;es pessoais, foca exclusivamente nas rela&ccedil;&otilde;es profissionais. “Existem v&aacute;rias redes sociais e cada rede tem uma meta diferente.</p>

[[image http://www.scribblelive.com/wp-content/uploads/2015/10/The-New-Do’s-And-Don’ts-Of-Social-Media-Content-Marketing.png&quot;/&gt;

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License